Trabalhadores da EBSERH realizam atos públicos e plenária nacional

Notícias21 de maio de 2021
Trabalhadores da EBSERH realizam atos públicos e plenária nacional

Trabalhadores da saúde empregados nos hospitais universitários de todo o país realizaram atos públicos e assembleias nesta quinta-feira, 20, em mobilização nacional por melhores condições de trabalho, contra a retirada de direitos e mudança na base de cálculo do adicional de insalubridade dos trabalhadores.

“Mesmo com a decisão do TST (Tribunal Superior do Trabalho), que na prática impediu a realização do movimento grevista, seguimos mobilizados até que se a empresa apresente proposta digna de Acordo Coletivo de Trabalho”, afirma o presidente da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), Gutemberg Fialho.

Os atos unificados de todas as categorias de trabalhadores dos hospitais sob administração da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) vão continuar ocorrendo de forma coordenada em todo o país.

Nova proposta da EBSERH

A EBSERH convocou os dirigentes das entidades nacionais representativas dos trabalhadores para a 13ª reunião de negociação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2020/2021. A reunião ocorre na tarde desta sexta-feira, 21. A empresa deve apresentar nova proposta aos representantes dos trabalhadores.

Concomitantemente, as federações e confederações que participam das negociações apresentaram Embargos de Declaração à decisão da ministra Delaíde Alves Miranda Arantes, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que impediu a continuidade do movimento paredista deflagrado no último dia 13. “Também pedimos audiência com a ministra, que só ouviu a EBSERH ao tomar a decisão de que se mantenha 100% dos trabalhadores da área assistencial em atividade, apesar de não proibir o movimento grevista”, explica o secretário-geral da FENAM, Carlos Fernando.

Trabalhadores participam de plenária nacional virtual

A proposta da direção da EBSERH será apresentada aos trabalhadores na  Plenária Nacional do Setor, que será realizada ainda nesta sexta-feira. A reunião, que será realizada por videoconferência, às 20 horas, pela plataforma ZOOM, é aberta a todos os trabalhadores da empresa.

Posts Relacionados

Publique seu comentário