Sessão solene do Dia do Médico 2022

Notícias18 de outubro de 2022
Sessão solene do Dia do Médico 2022

O plenário da Câmara dos Deputados teve a maior frequência dos últimos anos, na sessão solene comemorativa do Dia do Médico, nesta terça-feira, 18. “Essa participação demonstra o ânimo e a vontade do médico de melhorar as condições de assistência à população”, afirma o presidente da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), Gutemberg Fialho.

O Plenário Ulysses Guimarães ficou lotado de médicos, estudantes de medicina, representantes de entidades médicas e parlamentares médicos e ligados à àrea da saúde.

A audiência foi realizada por requerimentos apresentados pelos deputados Zacharias Calil (UNIÃO-GO) e Hiran Gonçalves (PP-RR), da Frente Parlamentar Mista da Medicina, e contou com as presenças dos ministros da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Educação, Victor Godoy.

Nas falas dos participantes foram destacados a dedicação dos médicos no enfrentamento à pandemia da covid-19 e homenageados os 893 médicos que perderam as vidas nesse período.

O dia a dia do médico no Brasil

Nos discursos foi enfatizada a necessidade de melhorar o financiamento da saúde pública no Brasil e de reajuste da Tabela SUS. Destacou-se a necessidade de garantir educação médica de qualidade, da avaliação da formação médica tanto por meio do Revalida quanto das escolas de medicina em funcionamento no país e valorização dos programas de residência médica.

Foi dada ênfase à importância da valorização do profissional da medicina e a necessidade de oferecer condições dignas de trabalho aos médicos brasileiros, com remuneração justa, meios para dar assistência digna e segurança. Não ficou fora a demanda da criação da carreira médica de Estado, para interiorização sustentável da medicina em localidades desprovidas de serviços de saúde estruturados.

“Todos esses aspectos e outros foram inseridos na Agenda dos Médicos para a Saúde do Brasil, encaminhada aos candidatos à Presidência da República no primeiro turno das eleições”, aponta o presidente da FENAM.

Tensão eleitoral

O evento também foi palco de manifestações de preferência de médicos eleitores dos dois candidatos que disputam o segundo turno das eleições presidenciais. “É natural que as pessoas expressem os seus posicionamentos. Temos, no entanto, que ter em mente, que a classe médica tem que seguir unida em prol da defesa do exercício da nossa profissão e pelo direito do paciente à assistência à sua saúde com qualidade”, destaca o secretário geral da FENAM, Carlos Fernando.

A diretora de Assuntos Jurídicos da Federação, Lúcia Maria de Sousa Aguiar dos Santos, do Piauí, e a diretora adjunta Francine Leão Rodrigues Acar Pereira, de Goiás, também compareceram ao evento.

Related Posts

Post your Comment