Covid-19: corte da insalubridade em Teresina

Notícias22 de janeiro de 2021
Covid-19: corte da insalubridade em Teresina

O Sindicato dos Médicos do Estado do Piauí (SIMEPI) ligou sinal de alerta ao receber a informação sobre o corte dos 40% de insalubridade dos profissionais da saúde que estão atuando na linha de frente da covid-19 em Teresina, noticiada nos veículos de comunicação da capital, na quinta-feira (21). A Fundação Municipal de Saúde (FMS) alega não haver verba federal para continuação do pagamento.

Para Samuel Rêgo, presidente do SIMEPI, essa situação é preocupante. “Tendo em vista que o atual prefeito havia feito o compromisso de que a saúde seria uma prioridade em sua gestão, este tipo de atitude demonstra o contrário. Estamos preocupados com a categoria médica e, certamente, todos os outros profissionais de saúde trabalhando na linha de frente dessa pandemia”, comenta.

Sobre o crescente número de casos de infecção, Samuel Rêgo alerta: “Precisamos lembrar que a pandemia não acabou e os boletins vêm apresentando números grandes de infectados e mortes diariamente e não podemos esquecer dos vários profissionais da saúde que perderam sua vida nessa batalha. Dr. Gilberto Albuquerque, presidente da FMS, tenha mais sensibilidade em relação a esses profissionais e toda essa situação. Esperamos que você possa rever essa decisão da melhor forma para todos”, conclui.

Fonte: SIMEPI

Related Posts

Post your Comment

Notícias Recentes

Fenam e IBDM articulam estratégias para acelerar aprovação do Piso Salarial dos Médicos
Presidente da Fenam participa de reunião de Conselho da AgSUS
Em busca de benefícios para associados, Fenam se reúne com UnyleyaMED
Manifestação da Fenam em defesa da dignidade médica