Entidades tentam avançar em negociações com a Ebserh

Notícias24 de julho de 2019
Três meses depois da data base, ainda não se chegou a consenso sobre cláusulas sociais e aplicação de índice de correção.

O presidente da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), Dr. Gutemberg, participou, ontem, de reunião das entidades que compõem a mesa de negociação do acordo coletivo de trabalho (ACT) dos empregados da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que administra 40 hospitais universitários federais nos quais atuam cerca de 8 mil médicos dentre os 32 mil empregados celetistas e 19 mil estatutários.

A empresa foi representada pela coordenadora de desenvolvimento de pessoas Mara Regina de Carvalho Annunciato e o responsável pelo serviço de relações de trabalho Heli Santos Vieira da Costa. A reunião foi realizada a pedido das federações e confederações que integram a mesa na tentativa de tentar avançar na negociação do acordo que está sob mediação do Tribunal Superior do Trabalho (TST), em função dos impasses que emperraram o acordo, que deveria ter sido implementado em março.

Foram apresentadas pelos representantes dos trabalhadores aos representantes da Ebserh alternativas em relação a cláusulas pendentes, não contempladas na proposta apresentada em junho pelo vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Renato de Lacerda Paiva, que faz a mediação do ACT naquela corte.

A empresa vai submeter ao Ministério da Educação. “A expectativa e de avançar na retomada das discussões no TST, que voltará a tratar do tema em agosto”, informa Dr. Gutemberg.

Veja mais sobre a proposta na página eletrônica do TST.

Posts Relacionados

Publique seu comentário