FENAM recorre à Justiça para que a prefeitura de Duque de Caxias (RJ) pague os salários atrasados e o 13º de 2017 aos seus médicos

Notícias3 de dezembro de 2018

A assembleia realizada pelos médicos do município de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (29), com a participação do presidente da FENAM, Jorge Darze, foi marcada pela indignação dos servidores, que além se serem submetidos a uma jornada de trabalho intensa, continuam com os salários em atraso. O último mês recebido foi o de setembro, e não há previsão para o pagamento de outubro e novembro. Além disso, eles ainda não receberam o 13º salário de 2017, e nem a metade do 13º deste ano, conforme determina a lei. 

Diante dessa grave situação, o departamento jurídico da Federação já está agindo para tentar obter na Justiça uma decisão que obrigue o prefeito Washington Reis a colocar em dia os salários e a adotar um calendário regular de pagamentos. Como o Sindicato dos Enfermeiros obteve, esta semana, uma decisão judicial que dá prazo de 15 dias para que os salários dos enfermeiros sejam quitados, a FENAM espera que essa medida represente um precedente facilitador junto ao judiciário.

Por ocasião da última greve realizada pelos servidores no início deste ano, com o apoio da FENAM, foi feito um acordo entre Darze e o prefeito, que garantiu a suspensão do movimento, mediante a garantia de que o pagamento dos salários seria regularizado a partir de fevereiro.

“A situação enfrentada hoje pelos médicos e demais profissionais de saúde da rede municipal em Duque de Caxias, revela a total irresponsabilidade do governo no tratamento do bem público, já que o prefeito está descumprindo o acordo que ele mesmo estabeleceu para que a greve fosse encerrada”, salientou o presidente da FENAM. 

Os médicos do município pretendem fazer uma manifestação pública, no dia 10 ou 12 de dezembro, em frente ao Hospital Duque de Caxias, com a participação dos profissionais de saúde e pacientes da unidade. Na ocasião, eles vão denunciar a forma desrespeitosa como o prefeito trata a categoria.

Posts Relacionados

Publique seu comentário