A efetivação do pagamento da diferença sobre a gratificação dos médicos federais será tema da audiência do presidente da FENAM com Ministros do Planejamento e da Saúde

24 de outubro de 2018

O presidente da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), Jorge Darze, será recebido em audiência, nesta quinta-feira (25), às 9 horas, pelo Ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Esteves Pedro Colnago Junior, a quem irá solicitar uma definição para o pagamento da diferença do valor da gratificação de desempenho dos médicos federais. Darze irá em companhia do Ministro da Saúde, Gilberto Magalhães Occhi, que solicitou a audiência, e que defende o pagamento parcelado dessa diferença para todos os médicos federais, ativos e aposentados, em três ou quatro parcelas, a partir do próximo ano.

A agenda foi definida após reunião de Darze com o deputado federal reeleito Hiran Gonçalves, que é médico do Ministério da Saúde (MS), realizada nesta quarta-feira (24), na Câmara dos Deputados, em Brasília. Durante o encontro, o parlamentar telefonou para o Ministro da Saúde e os três se encontraram em seguida. Occhi, então, ligou para o colega do Planejamento e agendou a audiência para o dia seguinte.

O Ministro da Saúde, assim como Hiran Gonçalves, tem apoiado o pleito da FENAM, e está empenhado em corrigir a injustiça cometida pelo governo há cinco anos, e que desde então vem impondo aos médicos federais gratificação menor que todas as demais categorias de nível superior do Ministério da Saúde. O Occhi já tem em mãos uma planilha com o impacto orçamentário que o pagamento da diferença terá sobre o Orçamento da União para 2019.

“Espero que esta audiência possa se transformar no coroamento dessa luta, com a autorização da inclusão, já no Orçamento de 2019, dos recursos necessários para o pagamento dessa diferença, ainda que de forma parcelada. Será uma importante vitória, garantirmos, ainda no atual governo, a solução para a correção de uma grande injustiça cometida contra esses servidores, e que ao término do parcelamento, igualará a gratificação dos médicos ao valor dos demais servidores de nível superior do Ministério da Saúde”, ressaltou Jorge Darze.

Posts Relacionados

Publique seu comentário