Servidores do HFB exigem exoneração da direção do hospital

24 de julho de 2018

Na manhã desta segunda-feira (23), o presidente da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), Dr. Jorge Darze, e o diretor de Formação Profissional, Residência Médica e Educação Permanente da entidade, Dr. José Antônio Romano, estiveram presentes na assembleia geral dos servidores do Hospital Federal de Bonsucesso (HFB),  realizada na Praça da Liberdade, localizada dentro do hospital. O encontro aprovou por unanimidade o pedido de exoneração da atual diretoria da unidade, que permanece omissa diante da crise enfrentada pelo HFB.

Estiveram presentes também representantes do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência Social (SINDSPREV) e da Federação Nacional de Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Previdência e Assistência Social (FENASPS).

A praça  é um local importante na história de luta dos servidores do HFB. Durante o governo Collor, os servidores estavam insatisfeitos com a direção do hospital e, após nove meses de luta, conseguiram derrubar a médica que dirigia a unidade. Agora, os servidores se reúnem novamente, no mesmo local, com o mesmo propósito.

A assembleia reuniu um grande número de servidores, que discutiram junto às entidades sindicais a crise do HFB, em especial, a falta de insumos e o déficit de recursos humanos. Foi relatada a situação da Emergência do hospital, que foi inaugurada, mas não tem médico para atender a população. Apesar de já autorizada pelo Ministério da Saúde e pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão por meio da Portaria Interministerial nº 58, a contratação de profissionais para completar as equipes que estão desfalcadas é constantemente adiada. Por conta disso, o movimento passou a exigir, também, a exoneração da direção do hospital.

Na última semana, diversas denúncias de assédio moral foram apresentadas pelos servidores da unidade. A assembleia serviu para dar uma resposta a essa situação.

Também foi realizada a votação do documento redigido pelo Corpo Clínico do HFB que cobra uma solução para todos os problemas enfrentados pelo hospital e que foi protocolado no gabinete do deputado federal Hugo Leal (PSB-RJ), a fim de verificar se todos os servidores, e não só do Corpo Clínico, estavam de acordo com as propostas de reivindicação. Logo após a sua leitura, o documento foi aprovado. O movimento conta com o apoio de diversos parlamentares federais do Rio de Janeiro, que estão empenhados na defesa do HFB e na marcação dessa audiência com representantes do governo.

Darze se manifestou denunciando as mazelas que o hospital vem sofrendo e cobrando providências do Ministério da Saúde em relação à contratação de novos funcionários. “A FENAM pretende solicitar uma audiência para que esse assunto seja levado pessoalmente ao Ministro da Saúde, pedindo não só o abastecimento, não só a contratação dos novos profissionais, mas também reconhecendo que com a atual direção é impossível o hospital se recuperar”, afirmou o presidente.


Fonte: FENAM

Posts Relacionados

Publique seu comentário