FENAM e CNM discutem sobre a saúde dos idosos com secretária Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa

26 de janeiro de 2018

Nesta quinta-feira (25), o presidente da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), Dr. Jorge Darze, e o presidente e vice-presidente da Confederação Nacional dos Médicos (CNM), Dr. Geraldo Ferreira e Dr. Otto Baptista, respectivamente, estiveram reunidos com a Secretária Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa do Ministério dos Direitos Humanos, Maria Socorro Medeiro de Moraes.

O objetivo do encontro foi debater sobre o Sistema Único de Saúde (SUS), que atualmente passa por uma forte crise que atinge todos os profissionais da Saúde e também os pacientes. 

 Os representantes das entidades médicas também relataram à secretária sobre a situação em que os idosos passam na Rede Pública de Saúde. De acordo com os doutores, é muito importante que o governo se mobilize para que a população idosa possa ser de fato tratada com dignidade e receba uma atenção maior. 

Para Darze, é necessária uma intervenção do Ministério da Saúde e dos Direitos Humanos a fim de solucionar essa questão o mais rápido possível. “Nós precisamos unir esforços para que, não só os idosos, mas toda a população brasileira receba tratamento médico adequado. Para isso, é extremamente necessário que os médicos também tenham melhores condições de trabalho”, relatou.  

Darze destacou ainda que a Constituição Federal reconhece a Saúde como um direito social fundamental, de forma que o Estado tem o papel de efetivá-la por meios de Políticas Públicas sociais e econômicas. 

Segundo Baptista, o idoso necessita de um atendimento de qualidade e para isso, o governo precisa investir mais recursos na área da saúde pública. “Quando os idosos necessitam de uma vaga mais avançada e especializada no SUS, acabam em filas de espera que demoram anos, pois a rede pública precisa ampliar os atendimentos e o quadro de servidores médicos”, relata. 

Ferreira considera relevante e urgente essa ação governamental. “É importante que os médicos também estejam inseridos para encontrar uma resolução para a assistência aos idosos na rede pública de saúde e que eles possam ser tratados com dignidade”, declara.

A secretária considera a discussão necessária, porque se trata do direito à vida. Moraes se comprometeu a buscar junto com as entidades a resolução desse problema.

Ao final da reunião, os dirigentes convidaram a secretária e também a ministra, Luislinda Dias de Valois Santos, para visitar alguns hospitais da rede pública do país, para que juntos possam avaliar e apontar uma solução para o caos da Saúde brasileira. 

Fonte: FENAM

Posts Relacionados

Publique seu comentário