Servidores de Duque de Caxias decidem pela manutenção da greve

3 de outubro de 2017

O presidente da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), Dr. Jorge Darze, sempre atuante pelos direitos da categoria médica, participou nessa segunda-feira (2), da assembleia dos servidores municipais de Duque de Caxias (RJ). Mais uma vez, o movimento não teve seus direitos respeitados e decidiu pela manutenção da greve. 

Em setembro o movimento grevista participou de uma negociação com a Câmara de Vereadores do município, sobre a possibilidade de mediação deste conflito entre os servidores e o prefeito, Washington Reis.  Os grevistas estão confiantes, pois foram comunicados de que  até o próximo dia 9, terão respostas sobre as propostas e com isso também um canal aberto de negociação com a prefeitura. 

O outro fato importante, sobre o movimento desta semana, é a manifestação do Ministério Público Estadual (MPE), que agendou uma audiência, na sede da instituição, em Duque de Caxias, no dia 19 de outubro, 13h30, com os sindicatos para ouvi-los sobre o que está ocorrendo no município de Caxias, com relação à paralisação.  “O MPE demonstrou preocupação com os acontecimentos da área de saúde do município e convocou os sindicatos e a FENAM, para abrir um canal de conversa, onde nós vamos poder relatar todos os fatos graves desse movimento, o assédio moral, a coação dos servidores, que estão sem salário. Muitos estão sem condições de chegar até o local de trabalho, exatamente por falta de dinheiro, por não receberem os seus salários”, esclareceu Dr. Darze. 

O presidente lembrou ainda, que a FENAM vai denunciar, mais uma vez, a situação da prefeitura, que atrasa os salários e coloca em risco o funcionamento do sistema público de saúde. “Vamos pedir ao MPE que intervenha nessa questão, que tente abrir um canal de conversa com o governo ou então que vá para a justiça, para garantir que o poder judiciário normalize a situação de Caxias, com o pagamento dos salários em dia, e naturalmente fazendo com que as instituições voltem a funcionar de maneira adequada, sem causar as dificuldades do atendimento da população quando ocorre um movimento grevista”, finalizou.

Saiba mais: 

http://www.fenam.org.br/site/noticias_exibir.php?noticia=759

http://www.fenam.org.br/site/noticias_exibir.php?noticia=824

Fonte: FENAM

Related Posts

0 0 votes
Article Rating
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Notícias Recentes

CARTA ABERTA AOS MÉDICOS DO PROGRAMA MÉDICOS PELO BRASIL
Em audiência pública, Fenam apela por agilidade na aprovação do novo Piso Salarial de médicos e dentistas
Vitória! Alteração do decreto n° 11.999 restaura a Comissão Nacional de Residência Médica
Novas faculdades: Fenam se manifesta sobre norma regulatória do MEC
0
Would love your thoughts, please comment.x