Audiência Pública Debate a Violência na Saúde Pública de Teresina: SIMEPI Exige Medidas Imediatas.

Notícias8 de agosto de 2023
Audiência Pública Debate a Violência na Saúde Pública de Teresina: SIMEPI Exige Medidas Imediatas.

Na manhã desta segunda-feira (7), o Sindicato dos Médicos do Piauí (SIMEPI) participou de audiência pública promovida pelo promotor Eny Marcos, do Ministério Público do Estado. O objetivo da audiência foi debater o descaso e a violência que afetam a segurança na rede pública de saúde em Teresina.

Durante a audiência, foram apresentados dados e relatos alarmantes sobre a falta de segurança para os profissionais da saúde que atuam nas unidades básicas de saúde (UBS) e hospitais da cidade. Os médicos e demais profissionais estão constantemente expostos a situações de violência no local de trabalho, o que compromete não apenas a segurança, mas também a qualidade do atendimento à população.

O SIMEPI reforçou a importância de medidas urgentes para garantir a segurança dos profissionais da saúde e a necessidade de maior participação do poder público na solução desse problema para a garantia de condições adequadas de trabalho. A Dra. Lucia Santos, presidente do SIMEPI, frisou que o problema de segurança da saúde pública de Teresina faz parte de algo muito maior, a falta de segurança pública em todo o estado. A onda de violência veio de forma crescente até atingir também os atendimentos de saúde móveis, postos e hospitais.

Estiveram presentes também o subprocurador de Justiça Jurídico, promotor de Justiça
João Malato, e a promotora de Justiça Liana Lages. Na sua fala, o subprocurador João Malato chamou a atenção para ausência do Secretário de Segurança Pública e da Polícia Militar, pontuando que iriam responsabilizar pessoalmente esses entes por essa questão.

A Dra. Lucia Santos chamou atenção também para os índices de violência no Nordeste que decaiu 3%, enquanto no Piauí houve um aumento de 20%. A partir disso, a presidente concluiu que isso afeta sobremaneira também a economia do Estado, já que o polo de saúde de Teresina também sofreu com fechamento de consultórios e clínicas devido a grande onda de violência. A secretaria de segurança do Estado do Piauí deve prestar contas à população por essa problemática.

Fonte: https://www.instagram.com/p/CvrkEJxAJ3Y/?utm_source=ig_web_copy_link&igshid=MzRlODBiNWFlZA==

Related Posts

0 0 votes
Article Rating
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Notícias Recentes

CARTA ABERTA AOS MÉDICOS DO PROGRAMA MÉDICOS PELO BRASIL
Em audiência pública, Fenam apela por agilidade na aprovação do novo Piso Salarial de médicos e dentistas
Vitória! Alteração do decreto n° 11.999 restaura a Comissão Nacional de Residência Médica
Novas faculdades: Fenam se manifesta sobre norma regulatória do MEC
0
Would love your thoughts, please comment.x