Em Goiás, médicos do Hemu aprovam indicativo de greve

Notícias18 de março de 2022
Em Goiás, médicos do Hemu aprovam indicativo de greve

Os médicos vinculados ao Instituto de Gestão e Humanização (IGH) que atuam no Hospital Estadual da Mulher (Hemu) reunidos em Assembleia Geral Extraordinária Permanente (AGEP), realizada pelo SIMEGO, na noite da última segunda-feira (14),  deliberaram pela manutenção da mobilização e pela indicação de deflagração de um movimento paredista.

Após ampla discussão os médicos retiraram uma pauta de reivindicações que será apresentada em uma reunião com a diretoria do Hemu e enviado para o IGH. Entre as pautas reivindicadas pelos médicos estão:

Melhores condições de trabalho, com disponibilização de todos os recursos humanos necessários ao pleno atendimento da população assistida, com aumento do número de médicos, passando para 5 a quantidade de profissionais médicos lotados em cada plantão e celebração de Acordo Coletivo de Trabalho. 

Para a presidente do SIMEGO, Franscine Leão, a situação é lamentável. “Há muito tempo os colegas do Hemu estão trabalhando para além de seus limites. A quantidade de profissionais escalados não supre a demanda de um Hospital que é referência nacional para o atendimento de obstetrícia. Estamos lutando para garantir melhores condições de trabalho e justa remuneração para estes profissionais”, finalizou

Fonte: Simego

Related Posts

0 0 votes
Article Rating
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Notícias Recentes

CARTA ABERTA AOS MÉDICOS DO PROGRAMA MÉDICOS PELO BRASIL
Em audiência pública, Fenam apela por agilidade na aprovação do novo Piso Salarial de médicos e dentistas
Vitória! Alteração do decreto n° 11.999 restaura a Comissão Nacional de Residência Médica
Novas faculdades: Fenam se manifesta sobre norma regulatória do MEC
0
Would love your thoughts, please comment.x