FENAM participa, com a CAP, de reuniões parlamentares no Congresso Nacional

Notícias12 de abril de 2019

Na última quarta-feira (10), a Comissão de Assuntos Políticos das Entidades Médicas Nacionais (CAP) voltou a se reunir, na sede do Conselho Federal de Medicina (CFM), em Brasília, dando início a mais uma agenda de visitas aos parlamentares do Congresso Nacional para defender ou rejeitar projetos de lei voltados para a área médica, com o apoio da Frente Parlamentar da Medicina.

Confira a agenda cumprida pela CAP: 

Deputado Pedro Westphalen (PP/RS) – Assunto: PL 3661/2012 – Altera a Lei nº 7394, de 29 de outubro de 1985, para dispor sobre o exercício das profissões de Técnico e Tecnólogo em Radiologia e de Bacharel em Ciências Radiológicas; revoga dispositivos da Lei nº 7.394, de 29 de outubro de 1985, e a Lei nº 10.508, de 10 de julho de 2002.

Deputado Fred Costa (PATRI/MG) – Assunto: PL 1559/2019 – Dispõe sobre o reconhecimento da área de Estética e Cosmetologia e/ou Saúde Estética aos profissionais da Saúde.

Deputado Lincoln Portela (PR/MG) – Assunto: PL 114/2015 – Regulamenta o exercício da profissão de Quiropraxista.

Senador Randolfe Rodrigues (REDE/AP): Foram recebidos pela assessoria para tratar do PLS 443/2018, que Altera a Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente), para prever a infração administrativa de omissão de comunicação à autoridade competente de casos envolvendo suspeita ou confirmação de crime de abuso sexual de criança ou adolescente.

Deputada Alê Silva (PSL/MG) – Assunto: PL 2598/2007 – Obriga os estudantes de Medicina, Odontologia, Enfermagem, Farmácia, Nutrição, Fonoaudiologia, Fisioterapia, Psicologia e Terapia Ocupacional, que concluírem a graduação em instituições públicas de ensino ou em qualquer instituição de ensino, desde que custeados por recursos públicos, a prestarem serviços remunerados em comunidades carentes de profissionais em suas respectivas áreas de formação.

Deputado Dr. Jaziel (PR/CE) – Assunto: PL 5392/2016 – Altera o art. 42 da Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, para dispor sobre exame médico-pericial multidisciplinar e avaliação da limitação biopsicossocial para exercício de atividade laboral para fins de concessão de aposentadoria por invalidez.

Com o Deputado Fred Costa, os representantes da FENAM, AMB, CFM, FMB, SBD e SBCP advertiram sobre os riscos e as implicações para os pacientes que traria a aprovação do PL nº 1559/19, que dispõe sobre o reconhecimento da área de Estética e Cosmetologia e/ou Saúde Estética aos profissionais da Saúde. Ficou acordado com o parlamentar que é relator do projeto, que ele ficará suspenso, para que as entidades médicas possam prover os fundamentos técnicos, científicos e legais, que comprovem o atentado à Lei 12842/13, do Ato médico, para subsidiar a tomada de posição do relator. 

Embora não estivessem na agenda, foram também visitados os deputados Hiran Gonçalves (PP/RO), presidente da Frente Parlamentar da Medicina, a quem as lideranças médicas apresentaram a agenda futura da CAP, e o Dr. Frederico (PATRI/MG), a quem pediram que fosse relator do projeto do piso salarial nacional. A próxima reunião da Frente Parlamentar será realizada em maio próximo, na sede da Associação Médica de Brasília.

Related Posts

Post your Comment

Notícias Recentes

Fenam e IBDM articulam estratégias para acelerar aprovação do Piso Salarial dos Médicos
Presidente da Fenam participa de reunião de Conselho da AgSUS
Em busca de benefícios para associados, Fenam se reúne com UnyleyaMED
Manifestação da Fenam em defesa da dignidade médica