Em greve e com salários descontados, médicos de Caxias se reúnem nesta segunda-feira

4 de setembro de 2017

Além de realizar os pagamentos dos servidores municipais em remessas, a Prefeitura de Duque de Caxias descontou de 20% a 25% dos salários dos médicos e demais profissionais da área da Saúde, que estão em greve desde o dia 10 de julho. O movimento paredista é devido ao atraso nos salários e à falta de um calendário de pagamento. “Isso é uma arbitrariedade do governo, já que o STF julgou legal a paralisação em decorrência do não pagamento de salários pelo poder público”, alertou o presidente da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), Jorge Darze. 

A Fenam vai realizar outra assembleia com os médicos de Caxias nesta segunda-feira, às 18h30, no auditório do Cremerj, para discutir a continuidade da greve e outras atividades para o movimento.

Os médicos chegaram a protocolar, no Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj), no último dia 28, uma denúncia contra o secretário de Saúde, José Carlos Oliveira, devido a ordem de aumento de carga horária e assédio moral durante o movimento grevista em que se encontram. Já a Federação, moveu, no mesmo dia, uma ação judicial na 6ª Vara de Fazenda Pública, com pedido de tutela antecipada, para garantir o pagamento dos salários em dia. “A greve é a única forma de recuperar os nossos direitos. Não tenham dúvidas que, se não tivéssemos em greve, os nossos salários estariam atrasados há mais meses”, finalizou Darze. 


Fonte: FENAM

Posts Relacionados

Publique seu comentário