Crise dos hospitais federais do Rio de Janeiro é pauta no TCU

5 de julho de 2017
Diretores da Federação Nacional dos Médicos (FENAM) estiveram em audiência com o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Raimundo Carreiro, nesta quinta-feira (22), em Brasília (DF). O objetivo foi debater a questão do ponto biométrico e a crise nas unidades hospitalares federais no estado do Rio de Janeiro (RJ).

 

Este foi o segundo encontro com o presidente para tratar do tema. De acordo com o secretário de Comunicação da FENAM, dr. Jorge Darze, “a crise dos hospitais federais do Rio de Janeiro é muito grave, como ela se agravou da primeira audiência até agora, nós tivemos que reivindicar uma nova reunião”.

 

O secretário de Comunicação expôs ao ministro a atual situação da saúde pública do Rio de Janeiro, citando o caso do Hospital Federal de Bonsucesso, localizado na Zona Norte do estado, que perdeu 40 médicos e teve a emergência fechada. 

 

Além disso, Darze exemplificou que outras categorias em condições especiais não utilizam o ponto biométrico para aferir a presença. “Nós, médicos, não podemos ficar presos ao ponto biométrico”, relatou o secretário. 

 

O presidente do TCU se comprometeu em conversar com o ministro relator Vital do Rêgo Filho para buscar uma solução ao caso. Dessa forma, Darze espera que a reunião possa trazer uma alternativa ao impasse. “Eu saio daqui, dessa audiência, com a esperança de que essa conversa possa traduzir em resultados favoráveis a nossa luta e vamos esperar que as medidas que ele ficou de assumir sejam de fato implementadas”, conclui.

 

Para o secretário de Saúde Suplementar, dr. Márcio Bichara, a audiência foi proveitosa e que a questão está encaminhada. “O presidente do TCU foi muito receptivo com a demanda demonstrando interesse na matéria e tomou para si a responsabilidade de conversar com o ministro relator sobre esse problema”, acredita Bichara.

 

Estiveram presentes também no encontro: o diretor de Saúde Complementar, Dr. Antônio José Santos, o diretor de Assuntos Jurídicos, Dr. Eglif de Negreiros Filho, e o advogado da FENAM, Luis Felipe Buaiz. 

 

0 0 votes
Article Rating
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Notícias Recentes

CARTA ABERTA AOS MÉDICOS DO PROGRAMA MÉDICOS PELO BRASIL
Em audiência pública, Fenam apela por agilidade na aprovação do novo Piso Salarial de médicos e dentistas
Vitória! Alteração do decreto n° 11.999 restaura a Comissão Nacional de Residência Médica
Novas faculdades: Fenam se manifesta sobre norma regulatória do MEC
0
Would love your thoughts, please comment.x