FENAM participa de protesto de funcionários do HFB/RJ, que denuncia crise e inviabiliza comemoração organizada pela direção da unidade

Notícias13 de janeiro de 2019

Na manhã desta sexta-feira (11), os funcionários do Hospital Federal de Bonsucesso (HFB), no Rio de Janeiro, realizaram um ato público na porta da unidade, com o apoio de pacientes, entidades da área da saúde e representantes de outros hospitais. O objetivo foi contestar a festa organizada pela atual diretora do hospital em comemoração ao aniversário da unidade, considerada uma atitude contraditória e desrespeitosa, diante dos muitos problemas enfrentados pelo HFB, entre eles a falta de insumos básicos e de pessoal, que estão comprometendo gravemente o atendimento à população. 



O presidente da FENAM, Dr. Jorge Darze, participou da manifestação, junto com o presidente do Corpo Clínico da unidade, Dr. Baltazar de Araújo e do diretor, Dr. Júlio Noronha, que é também delegado da FENAM no HFB. Estiveram ainda presentes, diretores do Sindisprev e do Sindicato dos Enfermeiros, e a funcionária administrativa Tatiana Martins Alves, que é uma importante liderança do hospital.


O protesto, além de denunciar a crise no hospital, conseguiu afetar a festa promovida pela gestora a um custo de mais de 150 mil reais. 


O presidente da FENAM, que fez parte do hospital por mais de 40 anos e participou de muitas lutas em defesa da unidade, salientou que lá nunca prosperaram direções incompetentes ou autoritárias. “Nós esperamos que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, diante dos fatos denunciados, não prolongue mais o sofrimento dos servidores do Hospital de Bonsucesso e da população, e cumpra o seu papel de tentar zelar pelo bom funcionamento da unidade, exonerando essa diretora, e a substituindo por uma outra que tenha realmente competência para essa finalidade”, frisou Darze. 


Ministro da Saúde visita HFB 


No mesmo dia, à noite, o ministro Mandetta visitou o hospital para verificar o seu funcionamento e cumprimentar o seu Corpo Clínico pelos 71 anos de existência da unidade.


Na próxima terça – feira (15), o presidente da FENAM participará de uma audiência com o ministro, em Brasília, com ao lado de representantes do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Médica Brasileira (AMB), quando a situação do HFB será um dos assuntos abordados.

Posts Relacionados

Publique seu comentário