A FENAM está mais perto de garantir na LOA a diferença da gratificação para os médicos federais

29 de agosto de 2018

Nesta terça-feira (28), o presidente da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), Dr. Jorge Darze, e outros dirigentes de entidades médicas nacionais, foram recebidos em audiência pelo secretário executivo da Casa Civil da Presidência da República, Daniel Sigelmann, a quem entregaram e detalharam o relatório final do XIII Encontro Nacional das Entidades Médicas (ENEM), contendo as propostas aprovadas por aquele fórum. Durante o encontro, Darze cobrou do secretário a adoção de medidas urgentes para solucionar a questão da gratificação dos médicos do Ministério da Saúde, que recebem valor inferior ao das demais categorias de nível superior. Participaram da audiência a Subchefe Adjunta Substituta da Casa Civil, Viviane Esse, o Presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Dr. Carlos Vital Tavares Corrêa Lima, o diretor da Associação Médica Brasileira (AMB), Dr. José Luiz Dantas Mestrinho, e o diretor da Associação Nacional dos Médicos Residentes (ANMR), Dr. Juracy Barbosa dos Santos. 
O presidente do CFM entregou ao secretário uma pesquisa sobre a demografia médica e pediu o seu apoio para a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC 454/09), que cria a carreira de médico de Estado, e que está tramitando no Congresso Nacional.
A exemplo dos resultados obtidos com os demais interlocutores do governo, em contatos recentes, o presidente da FENAM conseguiu sensibilizar o secretário da Casa Civil sobre a injustiça cometida com os médicos federais, obtendo a garantia de que ele irá intermediar o agendamento de uma reunião com o secretário executivo do Ministério do Planejamento para tratar do assunto. Já o presidente da ANMR solicitou que Sigelmann se empenhe para garantir a elevação do valor da bolsa dos médicos residentes.

Presidente da FENAM recorre ao presidente Temer em favor dos médicos federais

Na ocasião, Jorge Darze teve a oportunidade de falar também com o presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto, sobre a gratificação dos médicos federais. O presidente da FENAM salientou que a discussão sobre a Lei Orçamentária Anual (LOA) já está se iniciando e que, por isso, este é o momento ideal para se resolver o problema, garantindo na LOA os recursos necessários para o pagamento da diferença da gratificação. Temer, que já recebeu Jorge Darze outras vezes para falar sobre a área de saúde e o exercício profissional do médico, afirmou que tentará conversar sobre o assunto com o ministro da Saúde, ainda nesta semana, em seu gabinete, e que comunicará ao presidente da FENAM para que ele possa estar presente.

Posts Relacionados

Publique seu comentário