Médico é sequestrado por traficantes em UPA no Rio

17 de outubro de 2017
Um médico foi sequestrado por criminosos dentro de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na Zona Norte do Rio, na madrugada do domingo, e obrigado a acompanhar a transferência de um traficante baleado até um local desconhecido – um hospital clandestino supõe a polícia. Libertado seis horas depois, o profissional passa bem. Até a noite de domingo, não havia informações sobre o paradeiro do traficante. Por volta da 1h domingo, cerca de 50 criminosos armados invadiram a UPA do Complexo da Maré e exigiram que a equipe médica atendesse um bandido baleado. Os médicos avaliaram seu estado de saúde, que era muito grave, e concluíram que era necessária uma cirurgia, intervenção impossível naquele tipo de unidade de saúde. Quando a equipe médica informou que o ferido tinha de ser transferido para um hospital, os criminosos decidiram leva-lo para outro lugar, ainda desconhecido. Para transportá-lo, os criminosos renderam o motorista da ambulância da UPA e recolheram a chave do veículo. 


Publique seu comentário