FENAM participa de vistoria do CNRM em hospitais no Rio de Janeiro

13 de setembro de 2017
Foram realizados nos dias 11 e 12 de setembro no Rio de Janeiro (RJ), pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM), com apoio da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), vistorias institucionais dos hospitais escola: Clementino Fraga Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Pedro Ernesto da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). Esteve presente, compondo a equipe de vistoriadores o Dr. Adhemar D. Figueiredo, que é conselheiro da CNRM indicado pela FENAM e presidente do Sindicato dos Médicos de Governador Valadares (MG).
 

No dia 12 de setembro, na abertura dos trabalhos da equipe de vistoriadores o presidente da FENAM, Dr. Jorge Darze, manifestou o total apoio a diretoria do hospital Pedro Ernesto. Mostrou ainda esforço para garantir aos médicos residentes e a população carioca a continuidade e qualidade dos serviços prestados durante o período de crise financeira que o estado do Rio de Janeiro passa.
 

Durante as visitas foram avaliados os aspectos institucionais que interferem direta e indiretamente no desempenho das residências médicas das duas instituições. “Os dois hospitais além de possuírem uma trajetória irreparável de serviços prestados na parte assistencial e educacional do país, estão entre as cinco maiores residências médicas nacionais, por isso, é extremamente importante assegurar condições que os habilite a manterem o alto nível de suas residências”, declara Figueiredo.
 

Para Figueiredo, do ponto de vista de capacitação pessoal, as duas instituições estão acima da média com um grupo de médicos preceptores extremamente capacitados. A estrutura física nos dois é sólida e estão bem equipados. No entanto, há problemas relacionados ao financiamento que os dois hospitais recebem.
 
 

Após a vistoria, o representante da FENAM considerou que a realidades desses hospitais é uma amostra do que acontece em todo o Brasil. “O que vimos é simplesmente uma amostra do que está acontecendo em todo o país, hospitais bons, equipes médicas extremamente bem formadas, dispostas e que trabalham diuturnamente e um sistema cruel que não gerência de forma a garantir um financiamento constante, planejado e suficiente para assegurar a estas instituições um mínimo de condições de se manterem com uma operacionalidade de qualidade e perene”, conclui. 

 

Reunião com os coordenadores de especialidade do Hospital Pedro Ernesto (UERJ)

Reunião com os Residentes Médicos do Hospital Clementino Fraga (UFRJ)

 

 

 Reunião com os coordenadores das especialidades do Hospital Clementino Fraga (UFRJ).

Fonte: FENAM 

 

 

Publique seu comentário