FENAM apoia a greve dos médicos e demais servidores da Saúde de Duque de Caxias

25 de agosto de 2017

A Federação Nacional dos Médicos (FENAM), representada pelo presidente, Dr. Jorge Darze, realizou nessa segunda-feira (21), uma reunião na sede do Conselho Regional de Medicina  do Estado do Rio de Janeiro (CREMERJ), que contou com a participação do presidente da instituição, Dr. Nelson Nahon, e mais dois conselheiros, Pablo Vazquez Queimadelos e Gil Simões Batista. O objetivo foi debater a situação salarial e o movimento grevista em curso. 
 
A categoria reivindica a regularização dos salários que estão atrasados. Na assembleia foi divulgado que o mês de junho foi pago, restando o do mês de julho, que até o dia da reunião não tinha sido pago. 

A pauta priorizou a greve dos servidores, na qual os médicos participam ativamente, e alguns pontos que foram apresentados como dificuldades do movimento foram debatidos e esclarecidos: 

1- Os médicos foram orientados a assinar o ponto mesmo em greve, dispensado a inclusão do código de greve na frequência; 
2- Pedido de audiência ao prefeito do município, com o objetivo de criar um canal de negociação objetivando a regularização dos pagamentos e a melhoria das condições de trabalho; 
3- Pedidos de audiências com os vereadores que compõem a Comissão de Saúde da Câmara Municipal e com o promotor de justiça da área de tutela coletiva, em Duque de Caxias (RJ). 
4- Denunciar ao Conselho, todos os colegas que tiverem uma atuação cujo objetivo seja coagir os médicos ou sabotar o movimento. A reunião assumiu o compromisso de apresentar a primeira denúncia contra o secretário municipal de saúde. 
5- Ficou marcada a próxima assembleia na segunda-feira (28), às 18h, no mesmo local.
 

 O advogado da FENAM, Dr Luiz Felipe esclareceu que “a FENAM está ajuizando, nesta semana, uma ação na justiça no estado do Rio de Janeiro,  com o objetivo de regularizar o pagamento dos salários deste médicos”. 

Para Dr Darze, a continuidade da greve se impõe diante da insensibilidade do governo em negar o pagamento regular dos salários. “Felizmente a justiça eleitoral cassou os mandatos do prefeito e seu vice, notícia esta que chegou em boa hora, mesmo considerando que haverá recurso contra esta decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O que eu pedia à Câmara dos Vereadores,  para instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI),  que poderia chegar a este desfecho, a resposta veio da justiça eleitoral,” disse. 

Vale lembrar que na manhã desta terça-feira (22), foi realizada uma assembleia com os servidores da Saúde, que diante da falta de resposta do governo, decidiram que a greve será mantida. Nova assembleia geral foi marcada para o próximo dia 29, às 10h, no Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil Montagem e Industrial Mármore e Granitos Mobiliário e Vime de Duque de Caxias (Siticommm).

TRE cassa diploma de prefeito e vice de Duque de Caxias 

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) cassou nessa segunda-feira (21) os diplomas do prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis, e de seu vice, Marcos Elias Pessanha Moreira. Reis foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por crime ambiental quando era deputado federal pelo Rio de Janeiro.

No entendimento do TRE, como Reis foi condenado por um órgão colegiado, ele foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa, que impede que candidatos sejam eleitos caso haja esse tipo de condenação.

Os dois só devem ser efetivamente afastados de seus cargos, caso o processo por crime ambiental transite em julgado no STF, ou até a apreciação de um eventual recurso pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Fonte: FENAM, com informações da Agência Brasil

Leia mais:
http://www.fenam.org.br/site/noticias_exibir.php?noticia=510


http://www.fenam.org.br/site/noticias_exibir.php?noticia=515

Posts Relacionados

Publique seu comentário