Cresce número de pessoas infectadas pelo vírus da Aids no Brasil

6 de junho de 2017
O número de infectados pelo vírus da aids caiu em diversas partes do mundo, mas subiu no Brasil, conforme balanço do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids), divulgado no ano passado. A população vivendo com a doença no país passou de 700 mil, em 2010, para 830 mil em 2015, com 15 mil mortes por ano. 
 

Segundo a pesquisa, o país responde por mais de 40% das novas infecções por Aids na América Latina. Para a Unaids, o Brasil e outros países do continente que viram a epidemia avançar não estão se prevenindo como deveriam. O gerente do Programa de Doenças Sexualmente Transmissíveis da Secretaria de Estado e Saúde de Sergipe, Almir Santana, concorda e alerta que a falta de uso do preservativo é a maior causa.
 

Assista a entrevista do especialista concedida à FENAM: 

 

Vulnerabilidade

 

Os números mostram que jovens de 18 a 24 anos permanecem como o grupo mais vulnerável. Apesar do diagnóstico tardio ser menor nessa faixa etária, entre os que são soropositivos, 74% buscaram algum serviço de saúde, apenas 57% estão em tratamento e 47% tiveram carga viral suprimida.
 

A doença

 

A aids é o estágio mais avançado da doença que ataca o sistema imunológico. A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, como também é chamada, é causada pelo HIV. Como esse vírus ataca as células de defesa do nosso corpo, o organismo fica mais vulnerável a diversas doenças, de um simples resfriado a infecções mais graves como tuberculose ou câncer. O próprio tratamento dessas doenças fica prejudicado.

Posts Relacionados

Publique seu comentário