Diretoria da FENAM esclarece dúvidas sobre Reforma Trabalhista no Fórum FENAM

20 de outubro de 2017

O Fórum FENAM, realizado nessa quinta-feira (19),  na sede da Confederação Nacional dos Médicos (CNM), em Brasília (DF), contou com a palestra do advogado da Assessoria Riedel, Dr. Antônio Alves Filho, que esclareceu sobre pontos da legislação que irá vigorar a partir de novembro, após aprovação da Reforma Trabalhista. “A Reforma Trabalhista impõe que o legislado possa negociar com o negociado, no entanto, é incompatível essa paridade”, relatou Filho.

O advogado explicou também aos presentes que agora não há uma obrigatoriedade da contribuição sindical, porém isso não significa o fim da mesma. No entanto, essa medida e outras da Reforma visa fragilizar e anular a atuação dos sindicatos. “Nos deparamos com situação complicada, essas reformas servem para acabar com o direito do trabalhador e fragilizar a Justiça do Trabalho”, expôs. 

Filho disse que com a aprovação das Reformas o movimento sindical precisa encontrar formas para que o médico se sinta estimulado a continuar contribuindo e também maneiras de enfrentar as retiradas de direitos impostas por essas mudanças. “É preciso que o movimento sindical se reinvente e mude de atitude para enfrentar esse cenário. Precisamos ser firmes e muito atuantes”, declarou.

Diante do que foi discutido, o presidente da FENAM, Dr. Jorge Darze, orientou a todos os representantes de cada sindicato para que fizessem uma assembleia para esclarecer aos médicos sobre as Reformas e suas consequências. Além disso, o presidente disse ainda que irá construir uma cartilha para auxiliar os sindicatos.

Veja a cobertura do Fórum FENAM

Veja o resumo da palestra

Fonte: FENAM

Posts Relacionados

Publique seu comentário